Wednesday, May 11, 2011

Bungy!

Quarto dia de viagem e o mais emocionante ate agora! Hoje acordamos cedo para irmos saltar do maior bungee jump do mundo! Esse eh considerado o bungee jump comercial mais alto do mundo, porque existem loucos que saltam de qualquer lugar, mas esse eh seguro e voce nao precisa ser expert para pular, apenas tem que ter coragem.


Tinhamos que estar na ponte Bloukrans as 8:00h, e como estavamos animados para o salto acordamos cedo para encarar esse desafio. Durante o cafe da manha no backpacker conhecemos 2 brasileiras que estavam dormindo la tambem. As meninas estao estudando em Cape Town, passeando durante esse feriado aproveitando para saltar tambem. Depois de tomarmos o cafe da manha, fomos para a ponte.Quando chegamos o Bruno foi antes que eu ver onde era a ponte, como era cedo ainda estava tudo fechado. O Bruno voltou de la e me levou de olhos fechados ate o melhor lugar para ver a ponte, e quando eu abri os olhos dei de cara com esse visao:
216 metros de pura adrenalina!


Face Adrenalin eh quem faz os saltos. Os precos sao:


690 rands para o salto (172 reais)
130 rands video (32 reais)
70 rands fotos (17 reais)
100 rands se vc quiser ir apenas ate a ponte acompanhar a pessoa que vai pular (25 reais)

O grupo que iria fazer o salto eram de mais ou menos 20 pessoas, dentre elas as duas brasileiras, Bruno, Laranja, Fran e eu.Para chegar ate o centro da ponte voce tem que passar por um caminho que eh tipo uma ponte de ferro acoplada a ponte e que voce consegue ver o chao e tudo ao redor, e vai vendo o quanto o chao vai ficando distante dos seus pes.







Ja na ponte os instrutores dizem algumas coisas para fazermos antes de pular, que eh impossivel de lembrar agora de tanta a ansiedade que eu estava. Soh sei que tinham marcado na minha mao o numero 7, 8 era a Fran, 9 o Bruno e 10 o Laranja. Assim que o instrutor parou de falar, eles colocaram uma musica alta e contagiante que ajuda voce a aliviar um pouco a tensao. Na ponte tem uma TV onde voce pode ver a pessoa saltando, entao todo mundo via a pessoa saltar da ponte e corria pra TV pra ver ela caindo ate o elastico esticar.

Umas 4 pessoas foram na nossa frente ate chamarem o Bruno, que foi o primeiro de nos 4 a pular. Os caras prepararam ele para o salto, colocaram a corda e tudo mais, e o Bru ja estava pronto pscicologicamente para pular dai os caras pararam ele porque faltavam tirar uma foto dele! Iamgina! Ele esperou uns minutos (que na hora parecem seculos) ate o cara conseguir tirar a foto dele. Foto tirada, levaram ele para a beira do abismo. Seguraram os bracos do Bruno e contaram "5,4,3,2,1 - BUNGY!" E o Bruno pulou da ponte. Vimos ele pela TV e ele ainda estava pendurado na corda, pronto para subir.

Proximo da fila Laranja, foi a mesma rotina, tirando que o cara ja tinha tirado foto dele, entao nao precisou ficar esperando depois de colocada a corda. "5,4,3,2,1-BUNGY!" E la se foi o Laranja. Proxima na sequencia: EU!

Eu estava bem ansiosa, nao estava com medo, mas a adrenalina iria chegar no tempo certo. Quando colocaram a corda no meu peh e eu estava a minutos do salto, dei uma olhada para o vazio embaixo da ponte, e meu coracao bateu mais forte. 216 metros! Nada mal. Os instrutores te ajudam a ir ate a plataforma pra pular porque os seus pes estao amarrados juntos na corda eslastica, entao fica dificil de se locomover. Quando os caras me levaram para o parapeito e vi aquela altura sem grade na frente para segurar, que eu teria mesmo que pular, ai a adrenalina correu por todo meu corpo. Entao, como se eu estivesse indo para uma guerra comecei a gritar pra criar coragem de pular daquela ponte sem que me empurrassem. Os caras comecaram a contar "5,4,3,2,1 - BUNGY!" E criei uma coragem que veio nao sei da onde e saltei! A sensacao de ser um passarinho por alguns minutos eh indescritivel. Quando voce comeca a cair, o vento batendo na sua cara, o som da musica da ponte ficando pra tras e apenas o som da natureza ao seu redor, voce sente uma liberdade sensacional. Depois da primeira estiligada, quando voce percebe que o elastico ainda esta la firme e forte e voce nao vai espatifar no chao, eh nessa hora que tudo volta ao normal, voce deixa o corpo relaxar e curte a paisagem vendo de ponta cabeca. Eu fiquei com uma pressao enorme na cabeca, mas depois passou. Um cara desce numa corda e vai te ajudando a ficar com a cabeca pra cima enquanto a corda eh puxada novamente. Depois de mim foi a Fran.

Ja tinha subido para a ponte quando a Fran estava se preparando para saltar. Ela estava super nervosa tambem, e na hora que foi para a plataforma de salto ela pediu para respirar um pouco para conseguir criar coragem para pular, e todo mundo na ponte gritando por ela pra tentar ajuda-la a criar coragem. E na contagem "5,4,3,2,1 - BUNGY!" La foi a Fran, com aplausos da galera.

Sabe quando seus pais dizem que nao eh pra voce fazer as coisas que seus amigos fazem de errado e falam: "se ele for saltar da ponte voce tambem vai?" A nossa resposta naquela hora seria "SIM!" hahaha
E com o corpo relaxado depois de tanta adrenalina saimos felizes e com essas historias pra contar da Bloukrans Bridge.

De la fomos para o Storms River novamente. A ideia era fazer um churrasco por la e ficar curtindo um solzinho, mas quando chegamos o Bru se empolgou com um passeio de caiaque que iria sair as 13h, eram 12:30h e decidimos ir. Foi tudo meio rapido, nos deram as roupas de mergulho (porque a temperatura da agua estava mais ou menos 14 graus), soh que a mulher nao tinha me falado que a minha roupa estava do avesso, e a pastel aqui ficou 30 minutos tentando colocar a maldita roupa ate que me avisaram que estava do avesso. De qq maneira deixei do avesso mesmo pq os instrutores ja estava prontos pra sair com o grupo. Os caiaques eram em duplas, entao em um caiaque ficou a Fran e o Laranja, e no outro eu e o Bru, e quando comecamos a remar ficavamos andando em zigue-zague, toda hora um batendo no outro. Foi assim ate conseguirmos passar pela rebentacao, depois foi mais tranquilo, Passamos por de baixo da ponte pensil e remamos por entre os morros, uma vista espetacular. Depois paramos em umas pedras, e para o meu desespero seria a hora de flutuar com uns colchoes inflaveis ate uma outra area. Enquanto os guias iam inflando os colchoes, eu e a Fran trocamos de roupa de mergulho, a dela estava larga e a minha estava apertada, impossivel de ser colocada. Trocamos e deu certo. Fomos para a proxima etapa da aventura, deixamos os caiaque e deitamos nesses colchoes nada confiaveis e fomos flutuando para o proximo ponto. Nesse caminho eu fiquei mais com medo do que o bungy. O medo de cair naquelas aguas com peixes no fundo me deixou tao nervosa que nao conseguia curtir muito o lugar, soh ficava pensando em chegar logo na proxima parada. Depois de chegarmos tinha uma "piscina natural" que o pessoal ficou nadando naquela agua gelada. Depois toca voltar com aqueles colchoes ate os caiaques de novo, e mais tensao e noervosismo. Quando chegamos onde tinhamos deixado o caiaque, vi que meu colchao tinha furado! Imagina se eu mergulho naquelas aguas escuras com os peixes, acho que eu morro! Mais remadas nos esperavam, quando o Bru comecou a sentir uma dor absurda nas costas, e um dos guias trocou de lugar com ele e foi assim que conseguimos chegar novamente na beira da praia. Foi legal o passeio, mas com todo o esforco e com os peixes ao redor, prefiro pular da ponte do que enfrentar isso de novo!

Depois fomos almocar/jantar, eram quase 4 da tarde. Para nao tomar banho no backpacker novamente, resolvemos usar os banheiros da area de camping do parque, e foi a melhor decisao que tomamos. Chegamos no backpacker cansados e prontos para dormir. Dia seguinte seria de mais viagem, dessa vez para Victoria Bay.


Essas fotos sao pra mostrar o caminho inicial do caiaque.


Saia daquela casa no fundo a esquerda na foto.Passsava por debaixo da ponte a direita da fotoe continuava no meio dos morros



Esse sao os nossos videos do salto, na sequencia:Bru, Laranja, eu e Fran.





Site do Face Adrenalin:
http://www.faceadrenalin.com/

7 comments:

Val said...

Jesus! Fiquei sem ar!
Acho que eu teria que ser empurrada =/
Estou adorando seu diário de viagem.
Bjos

Marcão said...

Este Bungy aguenta 135 Kg ???
Vocês sentem "estalar" as costas no primeiro "freio"?
Que delícia!
Está no pacote de viagem de Julho?
Bjs pro cêis.

Cristian said...

Ae primos. Nao guenta pq veio ? Ne ?Parabens pela coragem e pelas fotos. Cada minuto q passa, ou foi desperdicado ou foi vivido. Aproveitem mesmo! Saudade de vcs. Hasta !

Mônica said...

ADOREI!!!!!!!!!!! FARIA ISSO MIL VEZES....SE FOSSE MAIS NOVINHA E NÃO TIVESSE FILHOS...
ALIÁS, JOÃO PEDRO JÁ SE ANIMOU EM SALTAR...E A CAMILA TAMBÉM....JÁ MORRI SÓ DE PENSAR!!!
PARABÉNS!! BEIJOS

Suelen said...

nossa parece ser muito bom pular! a primeira queda não digo, mas depois que a corda fica balançando dever ser muito bommmm! Pena que não tenho coragem rsrs

bjussss

PS: só de ler o post já senti adrenalina o suficente. It's enough to me :)

Paloma Aguiar said...

Camilentis Maluca ... q show ... -) Eu adorei ! Bjks Pah

Gabriela Castro said...

Olá!!
Estou indo hoje para Cape Town e infelizmente só hoje descobri seu blog, mas estou devorando e adorando as dicas!
Ficarei 40 dias por aí estudando inglês e amei suas dicas!
Gostaria de fazer contato se vc não se importar!

Abraços