Friday, May 27, 2011

Bartolomeu Dias Museu - Mossel Bay

Acordamos bem cedo para ver o nascer do sol na beira da praia, eram 5:30 e estava um ventinho gelado, mesmo assim sentandos em uns banquinhos em Victoria Bay. Descobrimos depois que o sol nasce atras do morro, e nao do mar onde queriamos, mas mesmo assim as fotos ficaram legais.


Essa era a vista do nosso quarto... com som de mar...



Resolvemos descansar mais um pouco, afinal estavamos cansados de tanta aventura ate agora, caminhadas, subidas, saltos, caiaque, a gente precisa descansar um pouco. Entao voltamos para o backpacker e dormimos ate as 9 da manha, delicia!!!


O tempo voltou a fechar, e entao resolvemos passar em Mossel Bay, nessa praia tem um museu do Bartolomeu Dias com uma caravela dentro. Tempo ruim, perfeito para museus. O museu ate que eh legal, tem informacoes sobre como os portugueses faziam suas navegacoes, fala sobre a viagem de Bartolomeu Dias, que foi o primeiro navegador a cruzar o cabo da Boa Esperanca (antes conhecido como Cabo das Tormentas, em Cape Town) e atracando em Mossel Bay, abrindo assim o caminho maritimo para as Indias.A caravela que eh a replica da usada por Bartolomeu Dias, que foi feita em 1988 em comemoracao aos 500 anos da viagem de Bartolomeu, e foi usada para fazer o mesmo curso que Bartolomeu Dias fez em 1488. A diferenca entre as duas navegacoes eh que em 1488 demorou 6 meses para chegar ate Mossel Bay enquanto a de 1988 demorou 2 meses.... rsrs
De la fomos ver como eh a praia de Mossel Bay, e subimos no Farol que tem la. O tempo estava nublado e um pouco chuvoso, entao passamos um pouco de frio la de cima do farol por causa do vento misturado com goticulas de agua. Saimos tarde de Mossel Bay, por volta das 17h, e fomos em direcao ao De Hoop Nature Reserve. Eram mais de 200km de estrada, o que nao sabiamos era que pelo menos 50km eram em estrada de terra. No comeco estava tudo certo, saimos da estrada principal para pegar uma estrada boa tambem e asfaltada, de repente o GPS pede para entrarmos em uma estrada de terra e andar por mais 50km! Achamos que o GPS estava errado, ligamos para o lugar onde iriamos ficar e disseram pra gente que era isso mesmo. O GPS estava nos levando no caminho certo, mas ate ter certeza passamos por um pouco de medo de continuar em uma estrada de terra, sem iluminacao e rodeada de pasto. 50km depois chegamos na entrada do parque, que descobrimos naquela hora que o parque fechava as portas as 18h, eram quase 20h quando chegamos. Mas tudo bem, era soh pagar uma taxa de 80 rands (20 reais) para entrarmos. O caminho do portao ate a recepcao foi outra surpresa, continuamos sem iluminacao na estrada, e no caminho ate vimos zebras passando pela estrada. Foi ai que entendemos que esse lugar eh um parque como o Kruger, porem sem predadores e com uma praia por perto. Foram mais uns 15km ate a recepcao e la a mulher nos deu a chave de dois chales e como estava escuro ela iria nos guiar ate o local onde passariamos a noite. Quando chegamos no local descobrimos que os comodos eram separados por chales, vou explicar melhor. Quando eu reservei o lugar, eram 2 quartos separados com cozinha e banheiros para dividir, o que eu nao sabia eram: 1 chale para um casal, outro chale para outro casal, mais um chale para a cozinha e outro para os banheiros, entao teriamos que sair do chale a noite e andar no escuro ate o banheiro ou ate a cozinha. Ah e tambem esqueci de comentar, nao tinha cerca em lugar nenhum, e o que estavamos com medo de acontecer era encontrar algum babuino no caminho. Entao demos uma de pessoas da cidade grande, primeiro estacionamos o carro na frente do chale da Fran e do Laranja, descarregamos as coisas deles, e deixamos eles la, depois paramos no nosso chale para descarregar as nossas coisas, pegamos o carro e fomos ate o chale dos dois para pega-los e irmos ao banheiro tomar banho, depois de carro fomos ate a cozinha, jantamos e voltamos no banheiro para podermos dormir sem problemas. Do banheiro deixamos o laranja e a Fran no chale deles, e fomos pro nosso chale. Toda essa rotina feita de carro e sempre tudo estava um breu soh. Dia seguinte de manha quando conseguiamos ver alguma coisa foi que descobrimos que estavamos andando de carro uma distancia que dava no maximo 100 metros!!! hahaha
Tirando que os chales eram separados, eles eram bons, a cama era enorme e super macia, com um edredon dos deuses. O banheiro era bem limpo e o chuveiro bom, com agua quente. A cozinha tinha tudo, fogao, geladeira, microondas, panelas, copos, tacas de vinho, e etc... fizemos um refeicao muito boa, macarrao com molho vermelho, queijos, azeitonas e vinho. Fomos dormir um pouco mais tarde, por volta das 23h. Dia seguinte iriamos conhecer melhor De Hoop de dia!

Essa foi uma foto que a mulher, com quem eu reservei a acomodacao, me mandou por email para mostrar como era o chale, antes de eu reserva-lo. Vendo assim parece que sao dois quartos com banheiro e cozinha para se dividir, mas nao! Esse era um chale para 1 casal, tinham mais 3 chales nesse mesmo estilo, um para dormir, um para comer e outro para o banheiro.

2 comments:

Fe Marins said...

Invejaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!!!!
To toda empipocada!...rs
Curta mesmo, muitoooo!

Suelen said...

hauhauhauhau...usar o carro pra ir no banheiro, na cozinha, no quarto kkkkk é a primeira vez q ouço isso! Comecei a rir sozinha aqui kkkkkk to imaginando a cena hauhauhau

bjussss